Carregando...
Filhos

Dois, dupla, dobro

Sempre tive dúvidas sobre ter mais filhos. Fui mãe de filho único por 10 anos e achei que fosse continuar assim. Não me sentia incompleta. Não sentia meu filho triste. Ele nunca insistiu pra ter irmãos. Falou sobre algumas vezes, mas nada insistente. Dez anos depois, as duas listrinhas que anunciavam o irmão.

Um novo membro na família.

Senti medo de não dar conta, do dinheiro não dar, de não ter um quarto pra cada um, de não conseguir fazer tudo para os dois, de não conseguir administrar duas agendas infantis, duas reuniões escolares.

Tudo dois.
Tudo em dobro.
Uma dupla.

Hoje, eu, aqui, mal da cabeça, do coração e da alma, ouço os dois na minha cama brincando. Gargalhadas em dose dupla. Amor dobrado. Som de uma criança rindo é bom. Duas, também. É som de alegria, animação, bem-estar. Uma farra que entrou na minha casa sem que eu pedisse, na minha cama, sem querer. Eu precisava disso. Dois disso.

Festa. Felicidade. Euforia.

Um dueto de afeto que me diz pra permanecer, desenrolar-me e recomeçar se preciso for.

Tudo o que minha alma precisa pra continuar vivendo dias nublado.

Duas vozes.
Duas risadas.
Dois sons.

Um par de meninos bonitos, felizes e saudáveis que me dizem:
fica.

Quartinho da Dany

::::::::

Seja bacana com o autor.
Não copie e cole.
Compartilhe.

::::::::

Curtiu?
Você pode apoiar este trabalho: https://apoia.se/quartinhodadany

::::::::

Conhece a loja?
http://loja.quartinhodadany.com.br

Favoritos da Dany
Por favor, aguarde!

Cadastre o seu email e receba as nossas atualizações!

Digite seu nome e email e receba nossas atualizações assim que eles forem postados. Seja sempre o primeiro a saber das novidades!
%d bloggers like this: