Carregando...
Filhos

Feliz 4 anos, Artur!

Achei que fosse ser eu a responsável por te fazer rir, te mostrar caminhos e acolher seu choro. Tem sido o contrário, filho. Você que é o responsável pelos meus sorrisos. Você que vem me mostrando um caminho diferente do que eu conhecia. Você que tem acolhido meu choro. Queria poder te dar uma vida diferente. Eu tinha outros sonhos pra você. Mas, a vida é assim, a cada dia uma surpresa. Quero muito que você tenha boas memórias da sua primeira infância. Espero estar, nem que seja um pouquinho, cumprindo meu papel de te proporcionar felicidade nas pequenas coisas do dia a dia. Eu tenho muito orgulho de você por ser esse menino carinhoso, generoso e amigo. Meu coração enche de alegria ao ver que você ama seus amigos e os respeita. Respeito e amor, você tem de sobra. Alguma coisa eu devo estar fazendo certo, né, filho? Eu sei que erro muito, mas, pra você ser esse menino querido por todos, devo estar colocando uma pitada de alguma coisa boa. Você aprendeu tanto! Não falo de letras e números. Você aprendeu, nesse seu primeiro ano de escola, a ser um garoto bacana, amado pelos colegas e pelas professoras. E você sabe retribuir esse amor. Sou grata por você trazer sorrisos e alegria pra essa casa. Você nem sabe, mas um dos maiores responsáveis pela leveza desse lar é você. Você é a última criança dessa casa e minha vontade é te guardar num potinho do tamanho que você tá, trocando o l pelo r, acreditando na fantasia e rindo de tudo. Como não posso te guardar assim, vou tentando guardar nessa minha memória fraquinha seu olhar e seu sorriso. Sigo também tirando fotos. Muitas. Pra quando eu ficar bem velhinha, lembrar que você e seu irmão tinham o mesmo rostinho quando crianças. Eu te desejo, filho, toda a alegria que uma criança de 4 anos é capaz de ter. Desejo amigos, pedaladas na bicicleta nova (verde, sua cor!), baldinho na areia, finais de semana com as avós, amoras e acerolas colhidas do pé, partidas de jogo da memória, jogo com o papai, lutinhas com seu irmão, telefonemas pra vovó Wilma, pés pretos de tanto brincar, cabelo molhado de suor de um dia quente, bochechas rosadas e meu colo com direito a abraços apertados. A vida tá só começando, meu amor. Seja feliz. Feliz 4 anos!

Favoritos da Dany
Por favor, aguarde!

Cadastre o seu email e receba as nossas atualizações!

Digite seu nome e email e receba nossas atualizações assim que eles forem postados. Seja sempre o primeiro a saber das novidades!
%d bloggers like this: