Carregando...
Blog

É da nossa conta! Trabalho infantil e adolescente #semtrabalhoinfantil

Quando se fala em trabalho infantil, pensamos imediatamente nas formas mais cruéis possíveis de trabalho: trabalho escravo ou semi-escravo, prostituição infantil, crianças que trabalham no tráfico de drogas, em canaviais ou o menino que vende bala no sinal. Todas essas formas de trabalho infantil devem ser combatidas e denunciadas, sim! São horríveis. 
No entanto, há um tipo de trabalho que é valorizado na sociedade, mas não deixa de caracterizar o que EU considero trabalho infantil: atores mirins, modelos e apresentadores de TV. Criança precisa ter tempo para brincar, para inventar, para descansar, para não fazer nada! Ou será que é fácil ir para a escola de manhã, sair de lá correndo para gravar, ter que se maquiar, decorar texto?!? Não, eu não acho isso fácil e nem normal. Para mim, essas crianças estão tendo sua infância roubada também. A diferença é que um trabalho envolve glamour e o outro, não. 
Seja lá qual for o trabalho infantil, ele deve ser denunciado e combatido. Lugar de criança é na escola, ao lado dos pais, dos amigos, brincando e se desenvolvendo dignamente. Criança não tem obrigação de levantar renda para a família e nem está preocupada em seguir uma carreira. Criança tem que se preocupar com as atividades da escola e do que vai brincar no dia. E só.

Denuncie: 

As denúncias podem ser feitas nos Conselhos Tutelares, pelo Juizado da Infância e Juventude, pelo Disque 100 ou diretamente ao Ministério Público.

Mais informações: 

Fan Page Pró-Menino: http://www.facebook.com/redepromenino
Twitter: @promenino
Site: promenino.org.br

Comentários

comments

4 comments
  1. Rose Misceno

    Eu também sou contra ao exagero nesse tipo de trabalho, mas também fico pensando nos filmes que precisam de crianças pra contracenar, como fariam?? Com as novelas não me importo, pois não vejo e acho até absurdo ter crianças porque na maioria das vezes, as cenas que elas participam, não fazem parte do mundo infantil, não sei bem o que pensar a respeito. É como você ressaltou, siar da escola e correr pra uma gravação, aí depois corre pra casa, decora texto e no dia seguinte, maratona pesada de novo.
    Agora quanto aos editoriais de moda, não vejo taaaaanto problema, desde que a criança não esteja sendo forçada. Uma vez acompanhei um com meu sobrinho e a agência ia fotografar numa casa de festas, mas os fotógrafos não exigiam poses ou caras e bocas, deixaram as crianças livres e fotogravam nos brinquedos. Mas por outro lado, sei que isso não foi uma escolha da criança, é sempre uma imposição dos pais. Sinceramente, é uma questão complicada. Mas que precisa ser discutida sempre!

    Beijão.

  2. Lulu

    Nunca pensei por esse lado sabia? Quantas celebridades infantis são explorados pelos próprios pais? O próprio Macaulay Caulkin de esqueceram de mim passou por isso.
    Big Beijos

Leave a Reply

Favoritos da Dany
Por favor, aguarde!

Cadastre o seu email e receba as nossas atualizações!

Digite seu nome e email e receba nossas atualizações assim que eles forem postados. Seja sempre o primeiro a saber das novidades!
%d bloggers like this: