Pai e Mãe, contadores de história

Desde que Caio nasceu, eu e meu marido nos encarregamos de contar histórias para ele. No início, eram livros com texturas, sons e muita cor! Tudo para manter a atenção do pequeno leitor. Mais tarde, partimos para muitos outros tipos de livros, dos mais variados. Dentre eles, a coleção Mico Maneco, da Ana Maria Machado, destacou-se na fase da Alfabetização. Sucesso total. Depois, veio Marcelo, Marmelo, Martelo, de Ruth Rocha. Todo santo dia, eu tinha que ler o bendito. Muitas risadas resultaram da leitura de Marcelo, Marmelo, Martelo. Já um pouquinho maior, Caio partiu para leitura do Hobbit. Ficou fascinado com aquele mundo e aqueles personagens. Uma viagem fantástica. Mas o que quero dizer com tudo isso é que de nada adiantaria comprar todos esses livros e deixá-los na estante. As leituras foram bem sucedidas porque lemos para ele. Mesmo depois de alfabetizado, continuamos lendo. Sempre. É muito importante que eles sejam leitores independentes, mas o problema é quando esquecemos que contar histórias, ler para os filhos é um ato de amor. Durante a leitura de um livro, ficamos agarradinhos, trocamos carinho, conversamos, damos beijinho, rimos e passamos um tempo gostoso perto de quem amamos. Quer coisa melhor que ouvir uma boa história de quem nos ama? E é por isso que até hoje lemos para o pequeno. Acho que ajuda a criar uma relação positiva com os livros. Por isso, leiam para seus filhos. Mesmo depois que eles forem alfabetizados. 

9 comments

  1. Izabelle Costa Reply

    Dany, que foto linda!
    Pais leitores criam filhos leitores. É simples, não?
    Você deu o exemplo, mostrou como ler é bacana. Quando você lê para seu filho ele entende que é uma atividade prazerosa porque vê você feliz. Muito bacana.
    Aqui, quando cresceram, eu comeceia deixar livros diferentes espalhados pela casa ( ainda deixo). Banheiro, sala, quartos, todos com um livro ali, dando bandeira para que não percam o interesse.
    Beijos, querida. Adorei seu depoimento. Isso é coisa de MÃE

  2. Reply

    Incentivar os filhos a ler é muito bom.Essa inciativa sua é otima por alem de estar ali do lado do teu filho curtindo um o outro e ainda lendo histórinhas para ele.Tanto eu como minhs irmãs sempre lemos muito para crianças hoje já crescidos eles contiuam com o habito da leitura .Bjus

  3. Rose Misceno Reply

    Que bom que estou fazendo certo!!! Sendo assim, Luna será como Caio no futuro??? Obaaaa!!!
    Mas ler pra criança é super importante, também fazemos isso por aqui, desde que ela nasceu.
    E importante também é deixar a criança manusear o livro, não importa se ela amassar, ou até morder as pontinhas como Luna fazia muito, mas o incrível é que ela nunca rasgou nenhum livro e nem minhas queridas revistas Casa Claudia.rsrs
    Desde cedo a conscientizamos de que era importante cuidar muito bem do livro, porque se ela o ragasse ou qualquer outra coisa do tipo, não poderia mais ler aquele livro! E funcionou.
    Gostaria que todas as crianças tivessem papais assim, como vocês aí e como nós aqui!!

    =)

  4. Mãe Mochileira,Filho Malinha Reply

    Oi Dany! pois é,todo o gosto que eu tenho por livros hj devo aos meus pais que sempre me incentivaram a ler e me presenteavam com muitos livros e revistinhas..Espero passar isso para o Enzo com a mesma paixão que eles souberam fazer pra mim!!
    beijos e uma otima semana!!
    😉

  5. Ioly a dona do verdades... Reply

    A Yasmin escolhe o livro e traz para gente ler, 2, 3 ,4 vezes o mesmo livro… rs
    Ela não permite que esqueçamos da leitura noturna, uma figurinha minha filhota.
    bju

  6. Ia Maluf Reply

    Oi Dani! Eu li bastante para minhas filhas, mas agora elas já são crescidas e leem muito, mas sozinhas.

    A mais nova ainda pedia uma leitura até o ano passado, bem com jeitinho de quem não quer crescer, mas desde Percy Jackson ganhou asinhas e não quer mais ser criancinha – pena, viu?

    Outros favoritos das duas quando eram mais novinhas, que eu lembro de cabeça:
    A Volta ao Mundo em 52 Histórias
    Desventuras em Série (11 ou 13 livros)
    Querido Diário Otário – bem para meninas (tb uma série de vários livros)
    Judy Moody – Série, tb para meninas
    Harry Potter – Dispensa apresentações
    E todos do Sítio do Pica-Pau Amarelo.

    E agora:
    Saga Crepúsculo
    Qualquer livro sobre mitologia – Só a mais nova
    Série Imortais – Só a mais velha
    Fallen – Só a mais velha
    Clube dos Anjos – Só a mais velha
    O Diário de Anne Frank – as duas
    Os Caras – Só a mais velha
    e Agatha Christie – principalmente a mais velha.

    Enfim, é isso aí, quem lê para os filhos cria leitores, e hoje as duas leem mais do que eu e meu marido juntos 😉

    Bjs
    Ia

  7. Paloma, a mãe Reply

    Muito bom, Dany, concordo demais!
    E olha, meu post de amanhã fala um pouco disso, fiz pensando em vc (em duas partes, vc verá).
    Beijos

  8. dany Post authorReply

    É uma das bandeiras que tento levantar: os pais precisam formar crianças leitoras!

Leave a Reply