Carregando...
Blog

Que amor, que sonhos, que flores…

Toy Story 3 – o que dizer sobre o filme?
Não vou me prender à sinopse porque isso a gente acha por aí… Gosto mesmo de falar sobre o que senti ao assistir ao filme.
Posso dizer que senti tanta coisa ao mesmo tempo! É um filme que faz rir e chorar. É uma montanha-russa de emoções. Senti medo do “Bebezão”, senti raiva do urso Lotso, me decepcionei com o Ken, senti orgulho da Barbie, amei de paixão a Bonnie e por aí vai…
Emociona mesmo! Eu me emocionei.
Acho que um dos principais recados deste 3º filme é o seguinte: as crianças crescem! Não deixe esse momento passar despercebido. A infância é um dos melhores momentos da vida e, eu que tenho filho, posso dizer que a infância é tão maravilhosa quanto veloz (Caio já tem 7 anos!) e quando eu penso que daqui a pouco ele estará na faculdade, saindo com os amigos e namorando, chega a me dar uma aflição. Não, não sou possessiva com ele. O que me assusta é o fato de de repente não aproveitar a infância do meu filho por conta do meu mundo adulto, deixar de curtir uma fase tão linda e pura na vida dele, que nunca mais vai voltar! Além disso, desperta aquele sentimento de “como eu me tornei uma pessoa chata e rabugenta depois que cresci”, sabe como? O tempo age sobre a gente de forma tão agressiva que às vezes até perdemos um pouco da nossa essência. Nesse deus-nos-acuda do dia-a-dia, a gente acaba esquecendo de sorrir, de cantar, de admirar a natureza, de sonhar, de ser feliz…Ai, ai… *nostalgia*

Ser Criança

“Ser criança é acreditar que tudo é possível.
É ser inesquecivelmente feliz com muito pouco
É se tornar gigante diante de gigantescos pequenos obstáculos
Ser criança é fazer amigos antes mesmo de saber o nome deles.
É conseguir perdoar muito mais fácil do que brigar.
Ser criança é ter o dia mais feliz da vida, todos os dias.
Ser criança é o que a gente nunca deveria deixar de ser.”

(Gilberto dos Reis)

Caio ontem:

Caio hoje:

Como falar em infância e não lembrar do Casimiro de Abreu, né não?
Aí está:

Meus oito anos

Oh! que saudades que tenho
Da aurora da minha vida,
Da minha infância querida
Que os anos não trazem mais!
Que amor, que sonhos, que flores,
Naquelas tardes fagueiras
À sombra das bananeiras,
Debaixo dos laranjais!

Como são belos os dias
Do despontar da existência!
— Respira a alma inocência
Como perfumes a flor;
O mar é — lago sereno,
O céu — um manto azulado,
O mundo — um sonho dourado,
A vida — um hino d’amor!

Que aurora, que sol, que vida,
Que noites de melodia
Naquela doce alegria,
Naquele ingênuo folgar!
O céu bordado d’estrelas,
A terra de aromas cheia
As ondas beijando a areia
E a lua beijando o mar!

Oh! dias da minha infância!
Oh! meu céu de primavera!
Que doce a vida não era
Nessa risonha manhã!
Em vez das mágoas de agora,
Eu tinha nessas delícias
De minha mãe as carícias
E beijos de minhã irmã!

Livre filho das montanhas,
Eu ia bem satisfeito,
Da camisa aberta o peito,
— Pés descalços, braços nus —
Correndo pelas campinas
A roda das cachoeiras,
Atrás das asas ligeiras
Das borboletas azuis!

Naqueles tempos ditosos
Ia colher as pitangas,
Trepava a tirar as mangas,
Brincava à beira do mar;
Rezava às Ave-Marias,
Achava o céu sempre lindo.
Adormecia sorrindo
E despertava a cantar!

Oh! que saudades que tenho
Da aurora da minha vida,
Da minha infância querida
Que os anos não trazem mais!
— Que amor, que sonhos, que flores,
Naquelas tardes fagueiras
A sombra das bananeiras
Debaixo dos laranjais!

Comentários

comments

13 comments
  1. Liège

    Oi, Dany. Ainda não assisti ao filme, mas adorei ler sobre a sensação que você teve ao vê-lo. Realmente, as crianças crescem rápido demais e cada etapa deve ser muito bem vivida e desfrutada.
    Como o Caio está enorme!
    Fazia bastante tempo que eu não lia Casimiro de Abreu e gostei de encontrar esses versos clássicos dele aqui em seu blog.
    Beijos.

  2. Mari Serezani

    Ai Dany..
    Tava esperando alguém comentar sobre o filme…rs
    Vou ver..tá passando aqui!
    O Caio baby era uma grassurinha…q fofura!
    (ainda é!)
    bjão linda, bom fim de semana!

  3. Re

    Dany, eu tb amei o filme, achei a historia fantastica e verdadeira..e sim, a gente cresce e sem perceber a gente se torna um adulto e qq coisa que remeta a criança a gente guarda la no fundo, com vergonha de expo-la..que bom que os filhos nos ajudam a resgatar isso, ne? Pelo menos nos pais mais sensiveis.

  4. Ioly a dona do verdades...

    Adorei ler o Casimiro, e lembrar, de não deixar o tempo passar, sem construir momentos de alegria, para que possam se transformar em doces recordações, como as que ele fala.
    Os pequenos logo não serão pequenos…
    Ah, desisti da fita banana… Obrigada!
    bjus,bjus

  5. FABIANE

    Ahhh Dany tbm adorei o Toy Story, muito lindo não é mesmo..Também gostei muito da mensagem do filme, e qdo cheguei em casa brinquei com o Biel!! bjussss

  6. Bia Mello

    Ainda nao vi o filme, Dani. Este negocio de ter bebe em casa e morar num pais distante da familia dá nisso…e logo eu e Edu, que sempre amamos cinema.

    Mas tudo bem, tudo a seu tempo. Temos curtido bastante o Victor e o tempo realmente voa. O pequeno ja está com 8 meses, parece que sai ontem do hospital com ele nos bracos!

    Agora a poesia foi de matar, adoro Casimiro e li do comeco ao fim, com um gosto bom de saudades!
    Beijinhos,

  7. Ainda não tive tempo para ir assistir Toy Story 3 estou doida para assistir.Vc tem razão a infância passa muito rapido eu sinto uma saudade muito grande de criança aqui em casa,minha sobrinha mais nova já está com 12 anos…Bjus

  8. Vanessa Orgélio

    Isso é purissima verdade… Eu nem tenho filhos, mas já fico me lamentando de que minhas sobrinhas cresceram tão rápido! E olha que eu as curti muito e ainda curto na verdade, mas sei lá… um dia desses minha Amanda tinha 2 aninhos e agora tem 10! Minha Mariana tinha 3 aninhos e falava que o nome fela era Maliana e agora tem 7!
    Nossa, a vida é mesmo MUITO corrida!

  9. Tatiane Garcia

    q bela lembrança…"aurora da minha vida"…ótimo Dany….e infância passa rápido mesmo…aliás, eu ando numa onde de que a vida passa rápido !!!! beijoks

  10. Karine

    Passa rápido sim, Dany. Num piscar de olhos, seu filho se transformará num homem… E bonita a mensagem que você quer passar!

Leave a Reply

Favoritos da Dany
%d bloggers like this: