Carregando...
Blog

Bomba neles! Nos bandidos não, nos professores!

Gente, decidi não fechar o blog (uhuuuuu!). Acho que é um importante meio de divulgar o quê pensamos, dar dicas e trocar idéias. Agradeço A TODAS pelos carinhosos recadinhos e principalmente a Kátia pelo carinho de sempre! Você uma fofa! Vou separar dias para postar, já que ando sem tempo e sou desfocada. Bom, é isso. Eu fico. 🙂
Hoje este post é uma forma de protesto. Sou professora há 9 anos e amo esse meu trabalho. Não faço parte da Rede Estadual de Ensino, mas sou professora. Sendo assim, vou comentar sobre a manifestação de professores organizada pelo Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação que terminou num vergonhoso conflito no Rio. Um absurdo!
Gente, os professores lá presentes levaram bombas de efeito moral e gás de pimenta olhos! Aonde já se viu isso? Atirar bombas em professores que estavam lá reivindicando seus direitos! Isso é Brasil! Trabalhadores que ganham um salário precário, enfrentam uma sala de aula super lotada todos os dias, não tem material para trabalhar, precisam trabalhar manhã, tarde e noite para conseguirem um salário mais ou menos e, no final das contas, são tratados como marginais. Isso não é o que eles merecem; não é o que nós merecemos! Inacreditável! Humilhante! A PM jogando bomba nos professores seguindo as ordens do Sérgio Cabral é algo inconcebível. Gente, havia professores feridos no chão! Uma covardia!

Fiquei revoltada após assistir a esse vídeo:
7 comments
  1. Karine

    hahahahaha Não só os meus comentários, mas seus links e este post seu também falam muito!
    Esqueci de mencionar, aliás, ocultei que quem me "ameaçou" de processo administrativo foi um professor companheiro meu de trabalho!!!! Acredita? Cara, eu estava deixando a escola para fazer um doutorado, para melhorar como profissional e dividir o meu saber, as minhas experiências aqui com meus alunos. E ele me solta isso. É um asqueroso. Por isso e por tudo que professor do Estado tem que comer capim mesmo. É um querendo engolir o outro, denunciando os amigos… ah, fala sério! Claro, Dany, que há muita gente boa, como os meus diretores, que são pessoas que fizeram de tudo para me ajudar quando vim pra cá e sou imensamente agradecida aos dois por tamanha generosidade comigo e minha mãe, que é minha secretária designada para assuntos aleatórios (hehehe). Há pessoas muito boas nas escolas estaduais. Mas, também há uns que merecem meu desprezo. Só tenho pena dos alunos. Muita pena!

    Adoro falar sobre o tema! Conte comigo!

  2. dany

    Antes de comentarem, leiam também os comentários da amiga Karine. Ela deixou relatos importantes sobre o que é ser professor de escola pública.
    Concordo com vc, Karine!!!

  3. MUSA COLORIDA

    Olá, Bom dia!!! A primeira vez que venho te visitar e já estou seguindo o teu Blog, adorei!!!
    Dá uma passadinha nos meus 2 Bloguinhos e se gostar participa, estou te esperando, Bjs!!!

  4. Karine

    Menina, entrei de novo aqui e li os links que você menciona no post. O que você fala dos 7 mandamentos para ser professor, achei engraçado e super real!! E o comentário da blogueira está nota 10. E, mais uma vez, acrescento um fato meu: vim pra cá para Espanha fazer um doutorado, como você sabe. Pedi uma licença para estudos à SEE, remunerada (claro!). Eles tardaram um ano, UM ANO, para me dar uma resposta, que ao final foi negativa, óbvio! E ainda por cima, me disseram que eu só poderia vir pra cá depois da liberação deles. Deixa estar que eu tinha que vir em dezembro (porque as aulas começavam no início de janeiro) e já havia dado a entrada nos papéis da SEE em outubro, quando fui aprovada no doutorado. Lógico que abandonei minha matrícula e vim pra cá, pois não dava para esperar a boa vontade daquela gente horrorosa para me liberar. Mandei uma carta ao Sérgio Cabral pedindo para que "ele" me liberasse. Não tive sucesso, evidentemente! Abondei tudo, avisei a minha direção e tchau! FUI!!! E ainda por cima, ouvi ameaças de que poderia ganhar de presente um processo administrativo por abandono! Acredita?
    Tô nem aí…

  5. Karine

    Queridona!!! Adorei saber que você fica!!! Seu quartinho é show e pra mim é um presente ler suas palavras, suas idéias, suas histórias.

    Quanto ao seu post, te falo uma coisa verdadeira. Fui professora do Estado enquanto morava no Brasil. Trabalhava em Niterói, no Largo da Batalha, e amava a todos os meus alunos e a minha diretora queridíssima. Foi um parto conseguir a carta de alforria para vir pra cá. Tudo demora, ninguém sabe nada, tudo desorganizado, um horror! É uma vergonha sim trabalhar para o estado, infelizmente. Mas, a culpa é, para mim, dos professores e do SEPE. Não há um entendimento entre os professores. Já vi professor entregando os amigos de trabalho numa determinada situação, já vi professor na Secretaria de Educação delatando os companheiros, já vi professor fazendo campanha à Rosinha e Garotinho, inimgos número 1 dos professores!!!! Uma vergonha. Quando li no site do globo.com os porquês da manifestação, fiquei sem entender nada. Há anos, a ladainha é a mesma: os professsores queriam a incorporação do Nova Escola ao salário, beneficiando a TODOS, porque quando você se aposenta, o Nova escola não entra no salário de aposentado, por exemplo, ainda que tudo fosse descontado tanto do salário quanto do Nova Escola enquanto você trabalhava, entende? Quando vi o motivo da briga, eu ri, porque agora os professores reivindicam que não querem incorporar o Nova Escola, só para aqueles com a carga horária de 40 horas, ou seja, e os que trabalham 16h semanais, como no meu caso, não tem o benefício incorporado? Vê como eles são incoerentes?
    Bem, trabalhar para o Estado pode ter suas compensações: você lida com pessoas carentes de tudo e eles, quando você faz seu trabalho e os trata com carinho, são seus amigos queridos. Pelo menos isso acredito que supera qualquer situação vexatória, como essa, por exemplo.

    Esse post removido acima é o meu… queria escrever mais e apaguei o antigo! :p

  6. Ivana Millán

    Eu seeeeempre disse que Sérgio Cabral odeia professor.. é um inimigo dos professores, declarado mesmo. Depois de todas as lambanças com os professores (leia-se lambanças no plano de carreira) e de todos os enganos, agora isso. É o cúmulo. EU NUNCA SEREI professora da rede pública do Rio de Janeiro! Prontofalei!

  7. Kátia Ruivo

    Ehhhh!! To vendo que vc ainda está por aqui! Fico feliz!!!!!!

    Quanto a essa matéria aí, prefiro nem comentar!

    mil beijos, amiga!

    Vamos à Bienal domingo com as crianças???

Leave a Reply

Favoritos da Dany
Por favor, aguarde!

Cadastre o seu email e receba as nossas atualizações!

Digite seu nome e email e receba nossas atualizações assim que eles forem postados. Seja sempre o primeiro a saber das novidades!
%d bloggers like this: